Buscar

Provérbios 6 - evitando as armadilhas

6:1-5 Não ser fiador

“Filho meu, se ficaste por fiador do teu companheiro, se deste a tua mão ao estranho, E te deixaste enredar pelas próprias palavras; e te prendeste nas palavras da tua boca; Faze pois isto agora, filho meu, e livra-te, já que caíste nas mãos do teu companheiro: vai, humilha-te, e importuna o teu companheiro. Não dês sono aos teus olhos, nem deixes adormecer as tuas pálpebras. Livra-te, como a gazela da mão do caçador, e como a ave da mão do passarinheiro.”


Salomão aqui faz um precioso alerta, é preciso muita cautela para ser fiador de alguém, quem o faz se torna legalmente responsável pelo pagamento da dívida, casa o autor primário não o cumpra. A recomendação do Salmista é que você não seja fiador de alguém e se for que logo se livre desse compromisso. Como hoje em dia, é comum ser fiador, quem assim optar por ser, deve estar disposto a sacrificar seus recursos para pagar a dívida.


6:6-11 A formiga e o preguiçoso

“Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio. Pois ela, não tendo chefe, nem guarda, nem dominador, prepara no verão o seu pão; na sega ajunta o seu mantimento. Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono? Um pouco a dormir, um pouco a tosquenejar; um pouco a repousar de braços cruzados; assim sobrevirá a tua pobreza como o meliante, e a tua necessidade como um homem armado.”

A formiga é um animal trabalhador, ela não possui chefe ou comandante, mas nunca para de buscar o seu alimento, ela sabe que no inverno não poderá trabalhar e por isso faz suas reservas. Ela trabalha de modo planejado e incansável. Já quem é preguiçoso costuma arrumar desculpas, o ciclo de vida de quem é preguiçoso vai pouco além de dormir e cruzar os braços em repouso. Assim como tudo na vida a preguiça tem resultados, o primeiro deles é a pobreza e o segundo a necessidade. A formiga não passa fome no inverno porque trabalhou muito nas outras estações, o homem que trabalhou e usou seu dinheiro com sabedoria nos dias de crise terá para sobreviver, já o preguiçoso passara necessidade.

6:12-15 O homem mau

"O homem mau, o homem iníquo tem a boca pervertida. Acena com os olhos, fala com os pés e faz sinais com os dedos. Há no seu coração perversidade, todo o tempo maquina mal; anda semeando contendas. Por isso a sua destruição virá repentinamente; subitamente será quebrantado, sem que haja cura."

O homem mau entrega todo o seu ser à pratica da maldade, todas as partes do seu corpo são colocadas a serviço da perversidade. Uma pessoa má colherá o que plantou, ninguém semeia violência e colhe paz, quem escolheu o caminho da crueldade comerá dos frutos dela no futuro. A Palavra diz o que acontecerá com quem preferiu viver uma vida de crueldade, a desgraça o abaterá. Que caminho você está escolhendo? 6:16-19 Os pecados que Deus abomina

“Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.”

Aqui Salomão apresenta uma lista de pecados que Deus abomina, ela pode ser comparada com a lista contida em Romanos 1 e 2Timóteo 3. Atente para essa lista e sonde o seu coração em relação a cada um desses pontos. 6:20-23 Compromisso com a obediência

“Filho meu, guarda o mandamento de teu pai, e não deixes a lei da tua mãe; Ata-os perpetuamente ao teu coração, e pendura-os ao teu pescoço. Quando caminhares, te guiará; quando te deitares, te guardará; quando acordares, falará contigo. Porque o mandamento é lâmpada, e a lei é luz; e as repreensões da correção são o caminho da vida,” Crer na Palavra e obedecer a ela nos guarda de cair nas mentiras do inimigo. A lei de Deus não é dada para oprimir ou subjugar filhos, mas para protegê-los e abençoá-los. Quando ela está na mente e no coração age como um guia que conduz pelo caminho seguro. Os mandamentos de Deus são lâmpada e a instrução luz, eles são o caminho que conduzem a vida. Não é somente nesse momento que a Bíblia relaciona a Palavra de Deus como luz que guia em meio as trevas, em João 1:5-10 nos diz que “andar na luz” nos garante ouvirmos a Palavra de Deus, enquanto “andar nas trevas” nos faz perder sua Palavra. 6:24-29 O efeito do pecado sexual

"Para te guardarem da mulher vil, e das lisonjas da estranha. Não cobices no teu coração a sua formosura, nem te prendas aos seus olhos. Porque por causa duma prostituta se chega a pedir um bocado de pão; e a adúltera anda à caça da alma preciosa. Porventura tomará alguém fogo no seu seio, sem que suas vestes se queimem? Ou andará alguém sobre brasas, sem que se queimem os seus pés? Assim ficará o que entrar à mulher do seu próximo; não será inocente todo aquele que a tocar." Muitos pensam que o pecado sexual é o ato de adultério, porém nesse trecho fica claro que quando alguém cobiça em seu coração a beleza de alguém já está escolhendo andar pelo caminho errado. O adultério é uma tragédia, é tão devastador quanto um incêndio, flertar com o adultério é o mesmo que brincar com fogo. Não acenda o primeiro fósforo, não cobice alguém que não seja o seu cônjuge, esse é o princípio dos relacionamentos sábios e puros. 6:30-32 O roubo não compensa

"Não se injuria o ladrão, quando furta para saciar-se, tendo fome; E se for achado pagará o tanto sete vezes; terá de dar todos os bens da sua casa. Assim, o que adultera com uma mulher é falto de entendimento; aquele que faz isso destrói a sua alma."


Aqui Salomão diz que deve haver circunstâncias atenuantes para o roubo, como alguém que está passando fome. Mas para quem comete adultério não existem justificativas, o adultério trará consigo um conjunto de más consequências inevitáveis. O roubo pode ser corrigido caso o ladrão pague sete vezes o que roubou, já para o adultério é impossível fazer restituições. 6:33-35 O adultério tira a Paz

"Achará castigo e vilipêndio, e o seu opróbrio nunca se apagará. Porque os ciúmes enfurecerão o marido; de maneira nenhuma perdoará no dia da vingança. Não aceitará nenhum resgate, nem se conformará por mais que aumentes os presentes."

Uma das consequências do adultério é ter de lidar com o ciúme e a revolta do cônjuge traído. O amor que foi traído não pode ser recompensado com presentes ou afeto. Nada fere mais o coração de alguém do que uma traição vinda de quem se ama.



Referências:

BRUCE, E. Comentário Bíblico NVI: Antigo e Novo Testamento. São Paulo: Editora Vida, 2008.

LOPES, Hernandes Dias. Provérbios: manual de sabedoria para a vida. São Paulo: Hagnos, 2016.

PFEIFFER, Charles. Comentário Bíblico Moody: Volume 1. São Paulo: Editora Batista Regular,2019.

KIDNER, Derek. Provérbios: introdução e comentário. São Paulo: Mundo Cristão, 1980.

WIERSBE, Warren. Comentário Bíblico Expositivo: Antigo Testamento: Volume III, Poéticos. São Paulo: Geográfica editora, 2006.

© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram