Buscar

Provérbios 20 – A sabedoria instrui sobre o que devemos evitar

20:1 Cuidado com o alcoolismo

“O vinho é escarnecedor, a bebida forte alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio.


O vício na bebida alcoólica aprisiona e acaba com a vida de inúmeras pessoas da mesma forma que drogas não legalizadas. Discussões tolas, brigas desnecessárias e crimes hediondos são cometidos por pessoas dominadas pela bebida. Um escravo da bebida nunca é sábio.

20:3 Brigar é um sinal de tolice

“Honroso é para o homem desviar-se de questões, mas todo tolo é intrometido.

Qualquer tolo pode começar uma briga, mas só quem fica fora dela é que merece elogios. É sábio quem coloca fim as contendas, mas todos os insensatos se envolvem em rixas. O cristão deve empunhar armas espirituais, e nunca se armar para uma briga pelos motivos terrenos.


20:4 e 20:13 O que o preguiçoso colhe

“O preguiçoso não lavrará por causa do inverno, pelo que mendigará na sega, mas nada receberá.

“Não ames o sono, para que não empobreças; abre os teus olhos, e te fartarás de pão.


Quem é preguiçoso sempre encontra bons motivos para não fazer nada. O preguiçoso sempre acaba por colocar a culpa da situação que está vivendo nos outros. É inevitável colher o que plantamos, no tempo da colheita o preguiçoso irá perceber que seus campos estão cobertos de mato, seus celeiros estarão vazios e sua necessidade visível a todos.


20:5 Onde está a sabedoria

“Como as águas profundas é o conselho no coração do homem; mas o homem de inteligência o trará para fora.


A sabedoria não está sempre na superfície, por vezes ela precisa ser trazida à tona, e para que isso é necessário o discernimento que Provérbios tanto fala. Esse versículo não quer dizer que toda pessoa é um poço de sabedoria esperando para ser descoberto e usado.


20:6 Não exalte a si mesmo

“A multidão dos homens apregoa a sua própria bondade, porém o homem fidedigno quem o achará?


O contraste desse versículo está entre aquilo que se professa e a realidade, não entre benignidade e a fidelidade, ambas as quais contêm a ideia de algo inabalável. Que não sejam os nossos lábios que nos promovam, que possamos reconhecer nossas falhas e lutar contra elas, ao invés de nos exaltarmos.


20:7 O maior legado de um pai

“O justo anda na sua sinceridade; bem-aventurados serão os seus filhos depois dele.


Os filhos devem ter orgulho dos pais, não tanto pelo patrimônio material que estes possuem, mas pelos caráter que carregam. A honra não pode ser comprada e nem o caráter, felizes são os filhos que quando olham para os pais podem sentir orgulho.


20:8 Um olhar que procura o caráter

“Assentando-se o rei no trono do juízo, com os seus olhos dissipa todo o mal.


Nesse versículo Salomão está descrevendo sua própria experiencia. Ele foi rei de Israel durante quarenta anos. Salomão no início do seu reinado pediu para Deus lhe conceder sabedoria, assim sua habilidade de discernir com o olhar era um fator muito significativo em seus julgamentos. Embora exista limitações nessa colocação, os que lidam com pessoas cara a cara desenvolvem habilidades de avaliação que estão além das evidências faladas.


20:9 A purificação do pecado

“Quem poderá dizer: Purifiquei o meu coração, limpo estou de meu pecado?


O pecado é uma mácula que contamina o corpo e alma. O pecado separa o ser humano de Deus e do próximo. Somente Deus pode purificar um coração pecador, somente Ele pode limpar todo o nosso interior e tirar todas as máculas do pecado.


20:10 e 20:23 Desonesto

“Dois pesos diferentes e duas espécies de medida são abominação ao Senhor, tanto um como outro.

“Pesos diferentes são abomináveis ao Senhor, e balança enganosa não é boa.


O Senhor se ira contra a desonestidade, ter dois pesos e duas medidas significa modificar o valor de algo dependendo da situação. Esse versículo primeiramente deve ser aplicado a transações comerciais, mas também as nossa opiniões. Nós devemos estar firmes sobre o que pensamos e não julgar de maneira diferente dependendo da pessoa.


20:11 As ações revelam o caráter.

“Até a criança se dará a conhecer pelas suas ações, se a sua obra é pura e reta.


Nossas ações revelam exatamente quem somos, nossa boca pode falar palavras lindas, mas nossas ações é quem revelam quem realmente somos. Pare e pense, como você está agindo?


20:12 Olhos abertos e ouvidos atentos

“O ouvido que ouve, e o olho que vê, o Senhor os fez a ambos.


Deus criou o ser humano perfeito, isso significa que nosso corpo é perfeito. Esse versículo nos diz que devemos ter olhos e ouvidos atentos, muitas pessoas não usam corretamente seus órgãos. Você já conheceu alguma pessoa que não importa o quanto você explique algo ela não irá compreender? Assim é alguém que não sabe escutar, portanto não usa seus ouvidos com sabedoria.


20:14 Pechinchar

“Nada vale, nada vale, dirá o comprador, mas, indo-se, então se gabará.


Uma história antiga, mas que pode ser presenciada muito nos dias de hoje. Muitas pessoas com o intuito de diminuir o preço de algo diminuem o produto, quando conseguem o que querem se gloriam. As leis do mercado devem ser regidas por uma ética justa, tanto vendedores quando compradores devem sair ganhando.


20:15 A preciosidade no falar

“Há ouro e abundância de rubis, mas os lábios do conhecimento são joia preciosa.


As palavras que instruem são um precioso tesouro, os lábios que carregam palavras de conhecimento e bondade valem mais do que riquezas. Os lábios instruídos não são apenas joias preciosas, mas também uma forma de alcançarmos vidas.


20:16 Fiador

“Ficando alguém por fiador de um estranho, tome-se-lhe a roupa; e por penhor àquele que se obriga pela mulher estranha.


De um modo geral Provérbios se posiciona contra a fiança, especialmente aqui quando envolve uma terceira pessoa.


20:17 Sobre a verdade

“Suave é ao homem o pão da mentira, mas depois a sua boca se encherá de cascalho.


A esperteza funciona por um tempo, porém seu fracasso é certo. Muitas pessoas buscam ganhar o pão através de fraudes, mas no futuro perceberá que sua atitude o levou pelo caminho da ruína.


20:18 Escute antes de agir

“Cada pensamento se confirma com conselho e com bons conselhos se faz a guerra.


O prudente antes de tomar alguma decisão na vida escuta os mais experientes, procura seus líderes e mestres. Pessoas sábias procuram pessoas sábias, pessoas tolas procuram pessoas tolas. Quem age sem refletir e quem tapa os ouvidos aos bons conselhos coleciona fracassos.


20:19 Mexeriqueiro

“O que anda tagarelando revela o segredo; não te intrometas com o que lisonjeia com os seus lábios.


O mexeriqueiro não é um bom amigo, quem não sabe guardar segredo não é alguém confiável. Se alguém conta da vida dos outros para você, pode ter certeza de que também está contando da sua para os outros. Fuja dessas pessoas!


20:20 Trate bem os seus pais

“O que amaldiçoa seu pai ou sua mãe, apagar-se-á a sua lâmpada em negras trevas.


A lei a respeito disso era muito clara (Êxodo 20:12). Mesmo que até a época de provérbios o castigo nunca tenha sido executado, a condição moral era de profunda escuridão. O mandamento continua valendo para os dias de hoje.


20:21 A contabilidade final

“A herança que no princípio é adquirida às pressas, no fim não será abençoada.


O comentário desse provérbio não está tratando somente de riquezas, mas também de heranças que são ganhas facilmente, talvez de forma inescrupulosa ou de forma impensada, mas tendo o mesmo prejuízo no final.


20:22 A vingança pertence ao Senhor

“Não digas: Vingar-me-ei do mal; espera pelo Senhor, e ele te livrará.


Não vivemos em um mundo perfeito e nem somos perfeitos, nosso coração por vezes se enche de sentimentos ruins. Porém precisamos viver com a certeza de que o único que tem competência para julgar retamente e vingar alguém na medida certa é o Senhor. Você pode clamar por justiça, mas deixe que o Deus justo a faça.


20:24 Passos dirigidos por Deus

“Os passos do homem são dirigidos pelo Senhor; como, pois, entenderá o homem o seu caminho?


No texto em hebraico não encontramos a palavra “dirigidos” sendo assim a forma que alguém depende do Senhor é ainda mais e mais enfática. Quando o versículo fala “o próprio caminho” pode estar se referindo ao caminho de Deus inescrutável ao homem ou ao caminho do homem que ele não consegue compreender nem planejar.


20:25 Pense antes de fazer um voto

“Laço é para o homem apropriar-se do que é santo, e só refletir depois de feitos os votos.


Somente o insensato faz promessas sem avaliar o que está prometendo. A palavra de Deus diz que é melhor não votar do que votar e não cumprir. Não prometa nada que você não tenha absoluta certeza que cumprirá, é melhor ficar em silencio.


20:26-28 Sobre o rei

“O rei sábio dispersa os ímpios e faz passar sobre eles a roda. O espírito do homem é a lâmpada do Senhor, que esquadrinha todo o interior até o mais íntimo do ventre. Benignidade e verdade guardam ao rei, e com benignidade sustém ele o seu trono.”


O rei ideal é sábio não somente abana os ímpios, mas age contra eles. São a bondade e a fidelidade que levam a bênção ao indivíduo e geram apoio ao Estado. É com bondade que um rei sustenta seu povo, ninguém deve reinar contra o povo, mas sim a favor do povo.


20:29 Força

“A glória do jovem é a sua força; e a beleza dos velhos são as cãs.


O vigor da mocidade a a experiencia dos idosos são ambas dignas de respeito e jamais devem competir entre si. A alegria na força dos jovens é um tema por vezes negligenciado, porém os mais velhos devem louvar a força dos jovens e os jovens a sabedoria dos idosos. Não devemos nunca incentivar uma narrativa de competição entre as gerações.


20:30 Feridas que ensinam

“Os vergões das feridas são a purificação dos maus, como também as pancadas que penetram até o mais íntimo do ventre.


As feridas doem, mas também ensinam, quem não aprende com a dor não aprende de maneira nenhuma. A disciplina, no momento que é aplicada não é motivo de alergia, mas com o tempo começa a produzir frutos e promover a justiça. Se você está passando por tribulações, não murmure, deixe que ela produza frutos.


Referências:

BRUCE, E. Comentário Bíblico NVI: Antigo e Novo Testamento. São Paulo: Editora Vida, 2008.

LOPES, Hernandes Dias. Provérbios: manual de sabedoria para a vida. São Paulo: Hagnos, 2016.

PFEIFFER, Charles. Comentário Bíblico Moody: Volume 1. São Paulo: Editora Batista Regular,2019.

KIDNER, Derek. Provérbios: introdução e comentário. São Paulo: Mundo Cristão, 1980.

WIERSBE, Warren. Comentário Bíblico Expositivo: Antigo Testamento: Volume III, Poéticos. São Paulo: Geográfica editora, 2006.

© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram