Buscar

Provérbios 15 - A sabedoria e as emoções

15:1 A resposta calma

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira."


É mais fácil controlarmos nossas ações do que nossas reações, quando somos insultados ou ofendidos temos dificuldade de manter a calma e nos comportar da forma correta. Por isso Salomão nos ensina que a resposta branda, desvia a fúria. Nós podemos escolher entre sermos pacientes e pacificadores ou provocadores de contendas. 15:2-4 A língua dos sábios

“A língua dos sábios adorna a sabedoria, mas a boca dos tolos derrama a estultícia. Os olhos do Senhor estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons. A língua benigna é árvore de vida, mas a perversidade nela deprime o espírito.”

Os sábios não somente falam de forma instrutiva, mas também tem um falar agradável. O próprio livro de Provérbios é um exemplo disso, frases bem elaboradas e equilibradas contrastam com a insensatez dos tolos. Quem domina a sua língua domina todo o seu corpo, as suas palavras podem ser um balsamo na vida dos outros ou destruição. Não se esqueça em todos os momentos os olhos do Senhor estão presentes, Deus está olhando para você! 15:5 Crítica

“O tolo despreza a instrução de seu pai, mas o que observa a repreensão se haverá prudentemente.


Vivemos em um mundo em que ninguém quer estar errado nunca, ser reprendido virou ofensa, nada mais longe da verdade divina do que isso. A repreensão é boa, as criticas devem ser levadas em consideração mesmo que elas nos deixem em uma posição desconfortável. 15:6 O que você está armazenando?

“Na casa do justo há um grande tesouro, mas nos ganhos do ímpio há perturbação.

A raiz da palavra “perturbação” se emprega normalmente em situações em que um homem traz calamidade para muitos. Na vida dos perversos há inquietação, ninguém usufrui plenamente aquilo que foi acumulado com desonestidade. Não corra atrás do lucro ilícito busque em primeiro lugar o reino de Deus. 15:7 O canal do conhecimento

“Os lábios dos sábios derramam o conhecimento, mas o coração dos tolos não faz assim.

O conhecimento não é um bem que adquirimos rapidamente, mas um processo que leva a vida toda. O conhecimento advém do estudo e da experiencia. O coração do tolo não busca o conhecimento das coisas de Deus, ele apenas pondera as coisas humanas. Os sábios adquirem o conhecimento divino, e sua língua transborda palavras de vida para todos.

15:8-9 Desgosto e contentamento Divino

“O sacrifício dos ímpios é abominável ao Senhor, mas a oração dos retos é o seu contentamento. O caminho do ímpio é abominável ao Senhor, mas ao que segue a justiça ele ama.”


Engana-se quem pensa que pode adorar a Deus de qualquer forma. Deus não está em busca de rituais, Ele está olhando para os corações. Antes de aceitar nossas orações Ele precisa aceitar a nossa vida. A adoração e o adorador são inseparáveis. 15:10-12 Caminhos que agradam a Deus

“Correção severa há para o que deixa a vereda, e o que odeia a repreensão morrerá. O inferno e a perdição estão perante o Senhor; quanto mais os corações dos filhos dos homens? O escarnecedor não ama aquele que o repreende, nem se chegará aos sábios.


Quem se desvia do caminho de Deus precisa de repreensão, porém ele não gosta de quem o corrige, rejeita a correção e morrerá em pecado. O zombador é patético ao recusar a repreensão que poderia mudar a sua vida. Ninguém pode fugir da face de Deus ou esconder algo de seus olhos, o Senhor vê os segredos guardados a sete chaves. Aqueles que se afastam dos sábios e passam a odiar os que os exortam somente estão atraindo condenação para si, nenhum dos seus escárnios não é visto por Deus. 15:13-15 O humor

“O coração alegre aformoseia o rosto, mas pela dor do coração o espírito se abate. O coração entendido buscará o conhecimento, mas a boca dos tolos se apascentará de estultícia. Todos os dias do oprimido são maus, mas o coração alegre é um banquete contínuo.


Temos aqui dois ditados sobre a influência do estado de humor de uma pessoa. Um coração angustiado resulta num espirito abatido, pois a tristeza deixa a pessoa oprimida. Já o coração alegre está sempre em festa, mesmo quando as adversidades aparecem eles não são abalados. Como você está vivendo?


15:16-17 Prioridades

“Melhor é o pouco com o temor do Senhor, do que um grande tesouro onde há inquietação. Melhor é a comida de hortaliça, onde há amor, do que o boi cevado, e com ele o ódio.”


Inquietação é uma palavra menos representativa do que “perturbação”. Salomão está dizendo que nada valem as riquezas se o coração está inquieto. É melhor ser pobre e andar no temor ao Senhor do que rico e ter a alma perturbada, 15:18 Não ponha lenha na fogueira

“O homem iracundo suscita contendas, mas o longânimo apaziguará a luta.

Deus deseja que seus filhos vivam em paz, porém existem pessoas que estão sempre colocando lenha na fogueira, isso é, alimentando intrigas e conflitos. O propósito de Deus para nós é o oposto a esse caminho, Ele nos chama para sermos pacificados, em vez de provocadores.

15:19 Preguiça

“O caminho do preguiçoso é cercado de espinhos, mas a vereda dos retos é bem aplanada.

O preguiçoso é aquele que vê dificuldades em tudo, ele não procura trabalho pois julga que não encontrará. Não se dedica aos estudos porque se convenceu que de nada adiantará. O reto é aquele que transforma as dificuldades em oportunidades e continua lutando diariamente para conquistar o que realmente importa. 15:20 Filhos

“O filho sábio alegra seu pai, mas o homem insensato despreza a sua mãe.

O lar pode ser palco de grandes alegrias e também de grandes tristezas. Um filho sábio alegra o seu pai, pois reflete na vida os valores aprendidos no lar. Isso sem duvida trará honra e alegria para o lar em que vive.

15:21 Bom senso

“A estultícia é alegria para o que carece de entendimento, mas o homem entendido anda retamente.

O homem que não tem bom senso é o mesmo que vai atrás de fantasias, sua cabeça não está conectada nesse mundo. Sua atitude leve e despreocupada contrata com o progresso contínuo em direção ao alvo do homem de entendimento que procede sempre com retidão. 15:22 O valor de um bom conselheiro

“Quando não há conselhos os planos se dispersam, mas havendo muitos conselheiros eles se firmam.


Você já recebeu um conselho ruim? Se você escolheu por segui-lo certamente escolheu o caminho errado. Nem todos os conselhos devem ser levados em conta, é preciso discernir a sabedoria de quem nos aconselha. Peça conselho de pessoas sabias, que sabem e já viveram mais do que você!

15:23 As palavras

“O homem se alegra em responder bem, e quão boa é a palavra dita a seu tempo!


Responder antes de ouvir é falta de sabedoria, só os tolos fazem isso. Dar uma resposta pensada e consciente é uma característica constante dos sábios. As melhores respostas sempre serão aquelas que tiramos da Bíblia.

15:24 Caminho do inferno

“Para o entendido, o caminho da vida leva para cima, para que se desvie do inferno em baixo.


Na vida estamos diante de dois caminhos, o caminho largo e o caminho estreito. O tolo sempre irá preferir o caminho largo, porém nele acabara caindo no inferno. O sábio escolhe o caminho da vida, sua recompensa é certa. 15:25-27 Soberba

“O Senhor desarraiga a casa dos soberbos, mas estabelece o termo da viúva. Abomináveis são para o Senhor os pensamentos do mau, mas as palavras dos puros são aprazíveis. O que agir com avareza perturba a sua casa, mas o que odeia presentes viverá.

A soberba é a porta de entrada da infelicidade. O Senhor derruba por terra a casa dos soberbos que se julgam melhores que os outros, porém cultiva em amor a herança da viúva. O Senhor abomina tudo o que é mau, mas se compadece dos bons. Incluindo o lucro desonesto, muitas pessoas vendem sua alma em troca de dinheiro, passam por cima dos fracos e oprimem mais ainda os que pouco tem.


15:28 Boca

“O coração do justo medita no que há de responder, mas a boca dos ímpios jorra coisas más.


Você é moderado no seu falar? Quando conhecemos a Deus precisamos viver de acordo com essa realidade, nossa língua deve ser remédio para os enfermos e não uma doença que destrói todos. 15:29 Deus atente as orações

“O Senhor está longe dos ímpios, mas a oração dos justos escutará.


Deus escolhe quando, como e se agirá na história. A Palavra nos ensina que os justos serão ouvidos por Deus, já os perversos estão longe de Deus, nosso Pai se afasta de todos aqueles que escolhem por vontade própria se afastar dele.


15:30-33 Nosso corpo

“A luz dos olhos alegra o coração, a boa notícia fortalece os ossos. Os ouvidos que atendem à repreensão da vida farão a sua morada no meio dos sábios. O que rejeita a instrução menospreza a própria alma, mas o que escuta a repreensão adquire entendimento. O temor do Senhor é a instrução da sabedoria, e precedendo a honra vai a humildade.”


Nesses três versículos Salomão apresenta um conjunto de ditados ligados pelos benefícios da franqueza. Um olhar animador pode ser encontrado em um amigo ou mensageiro que traz uma boa notícia. Já estar aberto a repreensão irá introduzir a pessoa na companhia estimulante dos sábios; A humildade é a característica do temos do Senhor e ela gera sua recompensa “sabedoria e honra”.


Referências:

BRUCE, E. Comentário Bíblico NVI: Antigo e Novo Testamento. São Paulo: Editora Vida, 2008.

LOPES, Hernandes Dias. Provérbios: manual de sabedoria para a vida. São Paulo: Hagnos, 2016.

PFEIFFER, Charles. Comentário Bíblico Moody: Volume 1. São Paulo: Editora Batista Regular,2019.

KIDNER, Derek. Provérbios: introdução e comentário. São Paulo: Mundo Cristão, 1980.

WIERSBE, Warren. Comentário Bíblico Expositivo: Antigo Testamento: Volume III, Poéticos. São Paulo: Geográfica editora, 2006.

© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram