Buscar

10 - No controle das emoções

A palavra emoção vem do latim ex emovere, que quer dizer “mover para fora”. E emoção nada mais é do que uma sensação que colocamos para fora e está conosco desde o momento em que nascemos até o momento em que morremos. As emoções podem nos causar impactos físicos provocados por diferentes estímulos. Podem ser sentimentos ou episódios que vivenciamos; e cada pessoa sente e demonstra uma emoção de maneira diferente da outra.


De acordo com um estudo feito por um grupo de pesquisadores do Laboratório de interação Social da Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, nós seres humanos somos capazes de expressar 27 emoções principais, que são: admiração, adoção, alívio, anseio, ansiedade, apreciação estática, arrebatamento, calma, confusão, desejo sexual, dor empática, espanto, estranhamento, excitação, horror, inveja, interesse, júbilo, medo, nojo, nostalgia, raiva, romance, satisfação, surpresa, tédio e tristeza.


As emoções refletem o profundo do nosso ser e foram dadas pelo Criador, pois são através delas que nós nos expressamos e comportamos. E uma prova de que as emoções provém do nosso Pai é que Ele também se expressa através dela, como por exemplo, Sua aversão pelo pecado e o prazer por aqueles que O buscam.


E apesar de serem dádivas de Deus, não devemos jamais nos deixar dominar por elas, devemos submetê-las ao Senhor. Quando perdemos o controle sobre elas nos afundamos em abismos desconhecidos, nos deixamos levar a um lugar de agonia, manipulação, mentira, tristeza e por aí vai...


No livro de Efésios, lemos um ensinamento deixado pelo Apóstolo Paulo: “Irai-vos e não pequeis; não se ponha o mal sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo” (Ef. 4:26, 27). E com isso aprendemos que tudo bem se sentir irada, tudo bem se sentir mal ou triste; o problema é quando deixamos essas emoções nos dominarem e tomamos atitudes que desagradam ao Senhor e que vão contra a Palavra.


Na Bíblia nós aprendemos que devemos sim expressar nossas emoções, mas sempre voltando-as para comportamentos positivos e não atitudes que possam nos causar mal ou nos envergonhar.


O Senhor quer que tenhamos uma vida saudável e isso não inclui somente nosso corpo, mas nossa mente e emoções. Quando Jesus esteve na terra, não falou somente sobre a salvação que Ele nos proporciona, mas também como ter uma vida abundante.


“O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; mas eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”. – João 10:10


Uma vida abundante é uma vida equilibrada, onde as emoções são vividas, mas estão sobre o controle de Deus, assim como todos os outros aspectos (vida espiritual, familiar, ministerial, financeira, amorosa, profissional etc). O Senhor compreende muito bem como nós nos sentimos porque foi Ele que nos deu emoções, sentimentos e o poder de pensar. Ele não está alheio ao nosso sofrimento, portanto, devemos confiar que o Espírito Santo ouve nosso lamento e leva nossas orações até o trono de Deus, além de estar aqui para nos ajudar a dominar o que sentimos.


O ladrão está pronto para roubar nossa fé, matar nossa esperança e destruir a vida abundante que Cristo tem para cada um de nós; por isso, que possamos estar sempre entregando nossas emoções e nossa vida nas mãos do Senhor e confiar que não importa o que vier, Ele estará no controle, Ele estará cuidando de absolutamente tudo porque Ele é nosso Pai e Ele se importa com cada detalhe de nossas vidas e sentimentos.

Por Karina Marques


* As informações sobre emoções foram removidas do seguinte site -

https://www.sbcoaching.com.br/blog/emocoes/


© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram