Buscar

04- Dias de desânimo

Seus dias estão exigindo de você um esforço maior, sua vontade de interagir com outras pessoas tem sido pequena, você sente como se sua bateria estivesse no vermelho, e fica dividida entre a vontade de permanecer em um lugar confortável fazendo apenas o que distrai o seu coração, ou lutar contra esse estado de economia de energia, e alcançar um novo ânimo para fazer tudo o que precisa - talvez você esteja envolvida pelo desânimo. A boa notícia é que ele pode ir embora ainda hoje.

Inicialmente o desânimo parece inofensivo, como uma lagarta comendo sua folha. Ela começa comendo um pedacinho, depois outro, quando você percebe ela já comeu a folha inteira silenciosamente. Assim também acontece se não cuidarmos desse estado, sem percebermos ele pode nos roubar momentos preciosos, além de que é possível que se agrave de tal forma que venha a nos adoecer emocionalmente.

Você sabe o que a tem desanimado? Você pode estar lidando com algo que a deixa irritada - a irritação constante costuma nos desanimar.

"Pais, não irriteis vossos filhos, para que eles não fiquem desanimados." (Cl 3.21)

Outro motivo que costuma gerar desânimo é a ausência de resultados naquilo que estamos investindo. Você pode estar semeando há um bom tempo em uma ou em várias áreas da sua vida e na vida de outras pessoas, e até então não tem visto os frutos do seu trabalho. É necessário vencer o desânimo para estar bem e perseverar sendo alguém que semeia o bem.

"E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos." (Gl 6.9)

"A expectativa que se adia deixa o coração adoecido, mas o anseio satisfeito renova o vigor da vida." (Pv 13.12)

Podemos desanimar por muitos motivos, mas é importante conhecer cada um deles que tem nos atingido para estarmos atentas aos gatilhos que podem desencadear desânimo em nossos dias.

Se tiverem pessoas envolvidas entre os motivos que a tem desanimado, perdoe. Todos nós estamos sujeitos a pecar e cometer erros. Perdoe também a si mesma pelos momentos em que cooperou com esse desânimo. (Mt 18.21-22)

Outro ponto importante segundo os ensinamentos bíblicos, é clamar ao Senhor para nos trazer um ânimo novo (Sl 18.6); mesmo que seja difícil quando estamos desanimadas, nos faz bem buscar contentamento em Deus, no cuidado dEle, em seu amor, fidelidade, em Sua presença, em perceber Sua glória em tudo que ele criou.

"Ainda que a figueira não floresça, nem haja uvas nas videiras; mesmo falhando toda a safra de olivas, e as lavouras não produzam mantimento; as ovelhas sejam sequestradas do aprisco, e o gado morra nos currais, eu, todavia, me alegrarei no SENHOR, e exultarei no Deus da minha salvação!". (Hb 3.17-18)

Se estamos vivendo situações difíceis que estão nos desanimando, por mais delicados que sejam os processos em algumas situações, em Cristo elas podem produzir motivos para nos alegrarmos. (Rm 5.3-5)

"Mas ele me disse: "Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza". Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte". (2 Co 12:9.10)

O poder de Deus está sendo aperfeiçoado em nós. É possível nos alegrarmos nEle em meio às circunstâncias em que nos sentimos fragilizadas. As situações que tem nos causado desânimo são as mesmas que tem cooperado ou irão cooperar para o nosso bem. (Rm 8.28)

Também podemos contar uns com os outros, somos partes de um corpo; e se for necessário, com o auxílio de profissionais especializados - a sabedoria de Deus se manifesta de muitas formas. (Ef 3.10; Tg 3.17)


Por Bárbara dos Santos

© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram