Buscar

Dia 18 - Curvas na estrada

“Quando Mardoqueu recebeu a resposta de Ester, mandou dizer-lhe: "Não pense que pelo fato de estar no palácio do rei, de todos os judeus só você escapará, pois, se você ficar calada nesta hora, socorro e livramento surgirão de outra parte para os judeus, mas você e a família de seu pai morrerão. Quem sabe se não foi para um momento como este que você chegou à posição de rainha?" Ester 4:10-14


A leitura bíblica de hoje relata a história da rainha Ester, que foi levantada por Deus para livrar os judeus de uma grande matança. Hamã, oficial do rei Xerxes, por ter ódio dos judeus, que se recusavam a curvar-se diante dele, pediu ao rei para que pudesse mata-los, a fim de que não sobrasse nenhum em todo o território. Mardoqueu, tio de Ester, que também era Judia, enviou a ela uma mensagem pedindo para que ela pudesse intervir diante do Rei, a fim de salvar seu povo. Ester, então, paralisada pelo medo, responde a Mardoqueu que nada poderia fazer, pois para falar com o rei deveria ser chamada por Ele. Sendo assim, seu tio a adverte de que ela não deveria se calar, pois talvez fosse para isso que ela houvesse sido escolhida rainha.


Em nossa vida, passaremos por momentos, em que nos veremos diante de grandes problemas que exigirão de nós um posicionamento. No entanto, tendemos a agir como Ester que, paralisada pelo medo, tentou fugir do propósito no qual Deus a havia chamado. A rainha temia por sua vida, por perder a segurança que tinha e, por alguns instantes, seus olhos estiveram focados apenas em sua vida, e não na de um povo inteiro.


Quando nossa segurança é colocada em risco e nos encontramos diante de uma curva na estrada sem saber o que nos aguarda do outro lado, é muito comum termos vontade de fugir das decisões que temos que tomar. Por alguns instantes, a nossa carne grita para que fiquemos no mesmo lugar e não arrisquemos tudo àquilo que é nosso por algo que não sabemos se dará certo. No entanto, se Ester tivesse ouvido sua carne e permanecido quieta, o povo judeu não teria sido salvo e seu inimigo não teria sido derrotado. Ester assumiu o papel que devia, tomou coragem e preparando-se com jejum e oração, foi ter com o Rei e dali saiu vitoriosa.


Viver a vida com Deus significa passar por momentos que não escolheríamos passar, se tivéssemos a opção. Contudo, devemos ter em mente que nascemos, vivemos e nos movemos para Ele, para seu chamado e propósitos. Ter coragem para assumir novos desafios, posicionamentos e mudanças pode ser difícil, o processo pode ser longo e doloroso, podemos nos sentir impotentes e despreparadas, mas precisamos focar os olhos em quem Ele nos chamou para ser.


São nos momentos de medo que devemos nos agarrar à lembrança de que Deus está conosco em todo tempo e que seus pensamentos são maiores que os nossos, que Ele vê aquilo que não conseguimos enxergar e que, se foi Ele quem nos mandou, Ele também cuidará para que tudo coopere para o nosso bem. O Senhor nos chama para sermos corajosas, para deixarmos a nossa segurança e nos lançarmos em seus braços, para confiar que ele jamais nos desamparará.


Que hoje possamos apresentar nossos medos e preocupações diante do altar do Senhor, que venhamos pedir a Ele a coragem e a convicção de quem nós somos nEle. Que nosso coração venha se encher da confiança nAquele que nunca nos desamparou e que atravessou cada uma das dificuldades ao nosso lado.


Para refletir: Há alguma decisão que eu preciso tomar? Há algo que o Senhor tem me pedido? Será que tenho deixado o medo me paralisar?


Por Maria Eduarda Batistetti

© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram