Buscar

15 - Como estrelas no Universo

"Adúlteros, vocês não sabem que a amizade com o mundo é inimizade com Deus? Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus." Tiago 4:4 (NVI)

Talvez você ache este versículo um pouco pesado para textos devocionais que normalmente são lidos pela manhã ou antes de dormir, mas o assunto que tenho para falar com você é muito sério! Em Filipenses 2:15 diz que estamos “no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês brilham como estrelas no universo”, não sei se você já teve a oportunidade de sair da cidade com todas as luzes ofuscantes e ir para um lugar escuro em que você realmente viu as luzes que Deus criou. Mesmo estando muito longe o brilho das estrelas acaba com a escuridão da noite e revela para nós a glória de Deus (Sl 19:1). O que você sente ao ver as estrelas? Eu sinto esperança, segurança, um amor que me invade por dentro e não consigo expressar em palavras. Enfim, já que somos sal da terra e luz do mundo (Mt 5:13-14) acredito que temos muito o que aprender com elas.


Como falei anteriormente, as estrelas acabam com a escuridão da noite, assim como nós cristãos devemos fazer também. Você pode estar se perguntando: como assim acabar com a escuridão da noite? Leia o que está escrito em Colossenses 1:12-13 “dando graças ao Pai, que nos tornou dignos de participar da herança dos santos no reino da luz. Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado”. Antes de sermos salvos por Jesus vivíamos em um mundo de trevas, escuro, sem enxergar para onde estávamos caminhando, até que em um dia uma gloriosa luz invadiu a nossa vida e saímos do domínio das trevas para entrarmos em um Reino de luz. Aleluia! Ao entrarmos no reino da luz começamos um processo para nos tornar parecidos com Jesus, e assim como Ele é luz, nós também nos tornamos. Estamos aqui para iluminar o caminho de escuridão e morte de outras pessoas e assim ajudá-las a sair deste caminho para serem transportadas para o Caminho da salvação, vida e luz.


Mas o que tudo isso tem a ver com o versículo inicial? Bom, a luz não consegue coexistir com as trevas. Ou há luz, ou não há! Não tem como a luz ser “amiga” das trevas, assim como não dá para ser filho de Deus e ao mesmo tempo amigo do mundo! Se eu e você somos verdadeiramente cristãos devemos correr de tudo aquilo que no Pai bondoso diz que devemos nos afastar. Tenho certeza que quando você era criança seu pai/mãe/responsável tinha uma lista de regras do que podia e do que não podia fazer, mas conforme você foi crescendo não se fazia mais necessária uma lista, pois você já sabia o que deixaria seus pais felizes, tristes, orgulhosos, decepcionados... Jesus disse em João 14.21: “Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama”. Você tem amado Jesus, tem obedecido aos seus mandamentos? Não importa se você ainda precisa uma lista para se guiar ou se já tem intimidade suficiente com o Pai para saber o que deve e o que não deve fazer, se você o ama não tem como amar o mundo! Só gostaria de ressaltar que você não irá ser salvo por seguir à risca as regras, mas por reconhecer Jesus como o Filho de Deus e seu único e suficiente Salvador, ok?


Seja quem você nasceu para ser: luz do mundo! Não queira ser igual, não queira ser amigo das trevas, não queira ser quem não é! Repita comigo: SOU LUZ! No início do texto eu disse que ao olhar para as estrelas sinto esperança, e é exatamente isso que quero refletir para as pessoas: a esperança de que um Jesus amoroso em breve voltará e aí sim estaremos totalmente cheios da presença e da glória de Deus!


Por Heloísa Galdino

© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram