Buscar

07 - Quem você seria se tudo lhe fosse tirado?

“Mas quem ouve estas minhas palavras e não as pratica é como um insensato que construiu a sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela caiu. E foi grande a sua queda". Mateus 7; 26-27


Quem você é?


Se te tirarem o emprego, o diploma, os amigos, a família, a igreja, os bens materiais (casa, carro, joias, celular), você ainda saberia quem é ou ficaria perdida?


Quando construímos a nossa identidade em cima daquilo que temos, sejam bens materiais, pessoas ou cargos ocupados (no ministério, no emprego ou no ambiente estudantil), somos como o homem que edificou a sua casa sobre a areia, e vieram os ventos, e a tempestade, e tudo foi ao chão.


Talvez você tenha se sentido perdida no ano de 2020. Por causa da pandemia, muitas coisas foram tiradas de nós. Talvez você tenha perdido um emprego, ou então ficou afastada das pessoas que mais convivia, talvez você teve seu ministério “congelado” por algum tempo, ou perdeu pessoas importantes... O quanto isso te afetou? O quão perdida você se sentiu diante dessas situações?


Quantos sonhos foram esquecidos? Quantas promessas de Deus foram escondidas debaixo do tapete? Quantos pensamentos do tipo, “o que eu estou fazendo com a minha vida?”, “o que eu estou fazendo aqui?”, será que é isso mesmo que eu queria?”, passaram pela sua mente? Quantos lamentos saíram da sua boca? Quantas lágrimas você derramou por se sentir sozinha e abandonada? Se essas coisas foram frequentes no seu ano, é provável que sua identidade estivesse firmada em muitas outras coisas além de Jesus.


A boa notícia é que tudo pode ser tirado de nós, menos Cristo, e, se temos Cristo, já não precisamos de mais nada. Ele diz quem nós somos e sabe exatamente para o que fomos criadas. Independentemente das circunstancias, o propósito dEle para nós permanece intacto. O amor dEle permanece intacto. Firmar a nossa casa na rocha é firmar a nossa identidade em Deus, é saber que, ainda que todas as coisas nos sejam tiradas, continuaremos a ser filhos amados de Deus, vitoriosos por meio de Cristo e coerdeiros do reino dos céus.


Aproveite o comecinho do ano e decida vivê-lo de maneira diferente. Firme sua identidade em Deus, pergunte a Ele quem você é, conheça suas promessas e sonhos, pois assim, não importa o que o ano de 2021 trouxer, nossa casa permanecerá intacta e inabalável.


Por Maria Eduarda Batistetti