Buscar

06 - Construindo uma vida de oração

“Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseveram na oração por todos os santos.” — Efésios 6:18.


Nosso relacionamento com Deus é construído de diversas formas, mas uma das mais importante delas é a oração. Essa é a maneira que conversamos com Ele e fortalecemos nossa intimidade, e apesar de muitos cristãos terem consciência disso, poucos são os que de fato possuem uma vida de oração por falta de disciplina espiritual.


A oração deve ser tão presente em nossas vidas quanto respirar e jamais deve ser negligenciada, não importa quão ocupada você esteja. Se Deus é prioridade em sua vida, você irá manter regularidade nas suas conversas (orações) com Ele.


Na Bíblia nós encontramos diversos versículos dizendo que Jesus sempre se retirava para orar antes de fazer qualquer coisa. Ele e o Pai eram um, mas nem por isso Ele deixava de conversar com o Senhor e buscar orientações para o que deveria fazer. Jesus sabia o quão precioso era aquele momento e não deixava passar.


E apesar de saber cada uma das suas necessidades, de conhecer o que aflige seu coração, Deus quer ouvir a sua voz, quer que você use suas palavras ao falar com Ele. Deus não se preocupa com sua eloquência ou vocabulário bonito, Ele deseja ter um relacionamento íntimo e sincero, mas você precisa fazer sua parte e buscá-lo.


O propósito da vida de oração é você poder adorar e engrandecer ao Senhor, pedir perdão pelos seus erros e pecados, interceder por aqueles que precisam ser libertos e restaurados e manifestar gratidão por tudo que Ele tem feito. É uma maneira de você buscar força e direção do Senhor assim como Jesus fez enquanto caminhava nessa terra.

E como construir uma vida de oração?


1. Entenda a motivação da sua oração: O primeiro propósito de nossas orações não é pedir, mas glorificar a Deus. E como Ele sonda e conhece nossos corações, sabe exatamente o que está por trás dos nossos pedidos. Lembre-se que você não pode esconder nada Dele.

2. Leia a Bíblia: Saber sobre oração não garante que receberemos as respostas que precisamos, mas colocar a Palavra em ação, sim. Não adianta querer só orar e não ter amor e prazer por conhecer e meditar nos ensinamentos de Deus.

3. Se recuse a duvidar: Nossos pensamentos são governados pela observação, associação e ensinamentos, por isso devemos nos guardar contra o que queira gerar dúvida em nós. Pensamento de incredulidade significa falta de fé e confiança no agir e trabalhar do Senhor.

“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso que ocupe o vosso pensamento.” — Filipenses 4:8.

4. Medite nas promessas: “Filho meu, atenta para as minhas palavras; aos meus ensinamentos inclina os ouvidos. Não os deixe apartar-se dos teus olhos; guarda-os no mais íntimo do teu coração. Porque são vida para quem os acha e saúde para o seu corpo.” — Provérbios 4:20-22.


Seja perseverante na sua vida de oração e não deixe que as ocupações da rotina roubem tudo o que Deus em para lhe revelar. Quanto mais você buscá-lo, mais intimidade terá e seus ouvidos ficarão sensíveis para ouvir Sua voz.


Por Karina Marques