HOMEOSTASIA

Logo no início do primeiro ano da faculdade, sendo profissional de saúde, aprendemos durante as aulas de fisiologia sobre a homeostasia. De forma simples, a homeostasia consiste na capacidade que o nosso organismo possui em se regular e manter sua estabilidade mesmo com eventos adversos, desde os mais simples (como o frio) até aos mais complexos (como alguma infecção importante, por exemplo). Assim, o nosso corpo fará “ajustes” para que nosso organismo continue funcionando e possamos continuar vivos. Esses ajustes podem ser alterações de temperatura, de pressão arterial, no pH do sangue, entre outros.


Você deve estar se perguntando por que está lendo sobre fisiologia humana aqui. Mas é interessante quando percebemos em 1 Coríntios 12.27 que somos corpo de Cristo e, individualmente, cada um é membro desse corpo. Lemos também em Romanos 12.4-5 que cada membro do corpo possui sua função. E assim como aprendi na faculdade na aula de fisiologia humana, o corpo de Cristo também precisa estar em homeostasia. “Vocês foram chamados para viver em paz, como membros de um só corpo.” (Cl 3.15)


Não tem como um corpo continuar saudável se não tiver harmonia. Ele pode até fazer alguns ajustes e sobreviver por um período, mas com o tempo, ele vai se deteriorando e acabará morrendo. Não tem como o corpo de Cristo viver de forma saudável se for cheio de intrigas, contendas, confusão, competição, brigas, falta de respeito, falta de escuta, falta de empatia, falta de amor, enfim, qualquer coisa que tire a homeostasia. Nosso alvo precisa ser a harmonia (Rm 14.19). Nosso Deus não é um Deus de confusão, mas um Deus de paz (1 Co 14.33) e quando somos pacificadores, somos chamados de filhos de Deus (Mt 5.9). Eu quero ser chamada de filha de Deus!


Somos chamados a viver em paz com nossos irmãos, priorizando sempre a unidade do corpo de Cristo. Nesse tempo em que vivemos em um cenário tão polarizado ideologicamente, precisamos colocar o Reino de Deus em primeiro lugar. A minha oração é que o amor ao próximo seja maior do que qualquer evento adverso que venha atacar o corpo de Cristo. Que cada membro desse corpo possa contribuir para que a paz de Cristo nos ajude a manter, juntos, nossa igreja em homeostasia.