top of page

Eva – O pecado não é o seu fim

Criação, queda e redenção

"Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Deus os abençoou e lhes disse: ‘Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem pela terra.” Gênesis 1.27-28


Eva, a primeira mulher da Bíblia, aparece logo no relato da criação, em Gênesis 1, e os versículos 27 e 28 nos trazem ensinamentos preciosos sobre a criação da mulher. Ao lado do homem, podemos entender que Eva foi criada à imagem e semelhança de Deus, ou seja, com capacidade para espelhar e refletir o caráter de Deus. Ainda, vemos desde a criação um propósito para a humanidade: ser fértil e multiplicar, encher a terra e subjugá-la.


É importante pontuar que o versículo 18, que se refere à mulher como auxiliadora, de forma alguma demonstra uma inferioridade por parte da mulher, visto que o mesmo termo é utilizado muitas vezes para se referir a Deus. O que esse versículo mostra, na verdade, é que os seres humanos são criados para se relacionarem e não para viverem em solidão.


Na sequência do texto, em Gênesis 3, encontramos o relato da queda da humanidade no pecado, o que afeta a vida humana até hoje. Apesar de a queda não destruir a nossa humanidade e capacidade de refletir ao Senhor, o pecado macula a imagem de Deus em nós, que é obscurecida. Além disso, vemos como a reação humana após o pecado é se esconder e evitar a comunhão com Deus. Vale destacar que Adão estava junto com Eva e também foi responsabilizado pelo pecado. Ao contrário do que alguns podem pensar, Adão não foi uma vítima na história.


O final do capítulo 3 registra a resposta de Deus ao pecado humano, que possui não apenas consequências, mas também uma promessa de redenção. O versículo 21 mostra o primeiro sacrifício sendo feito, um animal foi morto para que a sua pele cobrisse a vergonha de Adão e Eva. Esse evento, juntamente com a promessa do versículo 15, apontam para Jesus Cristo, o descendente da mulher que pisou na cabeça da serpente, cujo sacrifício cobriu os pecados daqueles que creem. Finalmente, em Gênesis 4.1, vemos como Eva cumpriu o propósito de Deus ao gerar filhos e como ela glorificou ao Senhor por isso.


Os ensinamentos de Eva


Somos imagem e semelhança de Deus

Com Eva podemos aprender que somos criados à imagem e semelhança de Deus, e mesmo que essa imagem esteja afetada pelo pecado, devemos reconhecer o nosso papel de refletir a santidade de Deus na terra. Essa é uma poderosa arma contra o pecado, pois podemos nos recordar de que o Deus que nos criou de maneira amorosa nos chama a trilhar um caminho de santidade.


Ceder à tentação priva-nos da comunhão com Deus e prejudica quem amamos

Quando cedemos à tentação, como resultado de ignorar o nosso papel de refletir o caráter de Deus, nos privamos da comunhão com Deus e prejudicamos aqueles que amamos. O pecado e a desobediência sempre trarão consequências negativas, tanto para nós mesmos, quanto para a vida das pessoas próximas a nós


O plano de Deus sempre será melhor que o nosso

Deus tinha um plano perfeito para a vida de Adão e Eva, Ele é um criador sábio e amoroso, e sabe o que é o melhor para nós. Quando seguimos a vontade de Deus e o obedecemos, vivemos a melhor vida possível aqui na terra, e é por isso que diariamente devemos lutar contra o pecado, mesmo quando as suas recompensas parecem superiores.


O seu pecado não a paralisou

Mesmo nos esforçando diariamente para lutar contra o pecado, eventualmente cairemos em pecado. Eva pecou e certamente foi a pessoa que mais sentiu as consequências de seu pecado, mas podemos aprender com ela a nos apegarmos às promessas de Deus. Em Gênesis 4.1 vemos que ela continuou obediente à ordem de multiplicar e glorificou a Deus através do nascimento de seu filho.


Nós não podemos deixar que o pecado nos paralise e seja o nosso fim. A nossa esperança está em Jesus. O que cobre nossos pecados não são as obras de nossas mãos, mas o sangue de Jesus Cristo. Que a vida de Eva te ajude a enxergar que aquilo que te define não é o seu pecado, mas ter sido criada à Sua imagem e semelhança, se esforçando diariamente para refletir a santidade de Deus, e se apegando às suas promessas.


Autoria: Danielli Cadore

Revisão: Rafael Loureiro




Referências base:

BÍBLIA DE ESTUDO DA FÉ REFORMADA. Tradução de João Ferreira de Almeida – Edição Revista e Atualizada. São Paulo: Editora Fiel, 2021.

WALTON, John. Comentário histórico e cultural da Bíblia: Antigo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 2018.

Comments


bottom of page