15 - Cadê todo mundo?

“Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor determina os seus passos.” Provérbios 16:9


“[...] E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos". Mateus 28:20


Você já parou pra pensar em como o nosso círculo social pode mudar conforme os anos passam? Tivemos nossos amigos de infância, da adolescência, da escola, da faculdade, do trabalho, da igreja... Mas quantos desses amigos ainda permanecem conosco, de maneira próxima e íntima?


Talvez você tenha mudado de cidade e perdido contato com uma boa parte, talvez você tenha se decepcionado com muitos deles e prefere manter distância, talvez você tenha crescido e seu estilo de vida e ideias já não sejam mais tão iguais assim. Ou então, talvez a vida só tenha tomado rumos diferentes e, aquela amizade que parecia que iria durar pra sempre foi acabando e deixando pra trás só carinho e saudade dos bons e velhos tempos.


Se hoje eu voltasse para janeiro de 2020, encontraria uma vida diferente. Pessoas que costumavam ser companhia constante já não o são mais. Não porque escolheram ir embora, mas porque a vida continuou, ainda que estivéssemos boa parte do tempo isolados. Mas, da mesma maneira que muitos se afastaram, alguns fizeram questão de se manter perto, ainda que longe, e outros foram chegando e ganhando cada vez mais espaço.


No entanto, a saudade, o carinho e a lembrança dos bons momentos é algo que permanece e que, infelizmente, podem acabar se tornando raízes de frustrações. Frustramo-nos porque não reconhecemos mais essas pessoas a nossa volta, e muitas vezes não nos reconhecemos mais. Frustramo-nos porque sentimos falta das coisas grandes e maravilhosas que vivemos juntos e que ficaram para trás. Frustramo-nos porque a vida de todos seguiu, e já parece não ter mais espaço para que as coisas fossem como costumavam ser.


Porém, nem sempre as pessoas que iniciam a caminhada conosco vão termina-la ao nosso lado, e tudo bem. Durante nossa caminhada cristã algumas pessoas andarão apenas alguns trechos conosco, apenas o suficiente para que possamos aprender com elas, ou então ensiná-las. Outras andarão o caminho inteiro, e graças a Deus por isso. Cada pessoa que se aproxima de nós ou que saí da nossa vida, o faz com permissão do Senhor, e por mais que nosso plano seja de mantê-las por perto durante muito tempo, os propósitos de Deus são diferentes para cada um de nós. E tudo bem também.


Amigos vêm e vão, mas o Senhor permanece para sempre. Ele é o bom Pastor, é o consolador nos momentos difíceis, o conselheiro de todos os dias, o refúgio e tudo o que precisamos. Ele entende nossas necessidades e frustrações, sabe das nossas tristezas, mas também é Aquele que derrama alegria. Ele nos cerca das pessoas certas para cada momento certo da nossa vida, pois sabe exatamente do que e de quem precisaremos. Que hoje possamos entender que, ainda que todos nos deixem, Ele permanecerá e isso basta.


Por Maria Eduarda Batistetti