Buscar

14 - Cuidado ao se irar

Quantas vezes já estivemos irados? Desde a criança que é tão fofa ao idoso tão gentil, todos estão sujeitos a expressarem a ira. Esse sentimento pode causar tantas divisões, dores, intrigas, e se faz presente a qualquer pessoa, por diversas razões, manifestando-se de tantas maneiras… Porém, a ira possui dois lados, pois ela pode ser usada de maneira pecaminosa ou de maneira sábia.


Existe a ira pecaminosa, a qual acredito que estamos bem familiarizados. É aquela famosa “explosão”, quando falamos mais o que devíamos ou até permanecemos calados, porém por dentro estamos matando a outra pessoa. Podemos ler em Efésios 4.30-32: “Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo.” Quando nos iramos e agimos de modo que não reflete a imagem de Cristo estamos entristecendo o Espírito de Deus.


Por outro lado, a Bíblia nos mostra que é possível nos irarmos e não pecar, como lemos em Efésios 4.26a: “Quando vocês ficarem irados, não pequem.” Mas como isso é possível? Ao usarmos nossa ira pelas coisas certas e que realmente importam. No Salmo 97.10a, somos instruídos da seguinte maneira: “Odeiem o mal, vocês que amam o Senhor.” Nós, que somos filhos de Deus e amamos o Senhor, devemos odiar o mal e o pecado, podendo então nos irar contra ele.


Porém, devemos ser sábios ao ponto da nossa ira ser agradável diante do Senhor. Antes de tudo, precisamos entregar para Deus - em oração - o nosso problema e o que tem nos afligido. Além disso, precisamos ser pacientes, não nos precipitando. “Entendam isto, meus amados irmãos: estejam todos prontos para ouvir, mas não se apressem em falar nem em se irar. A ira humana não produz a justiça divina.” (Tiago 1.19-20). Por fim, ao falar, devemos lembrar de dizer o que é necessário, o que edifica e o que transmite graça. “Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem.” (Efésios 4.19)


Como você tem agido diante das situações que fogem do seu controle e que não te agradam? Você tem se irado pelas coisas certas e da maneira certa? Antes de tudo, devemos lembrar que nossa vida tem como principal objetivo a glória de Deus. Anote em um post-it o versículo de Tiago 1.19, e o cole em algum lugar em que você veja com frequência. Tente decorá-lo para que você possa trazer à memória sempre que sua carne quiser falar coisas que seu espírito não falaria. Que possamos usar nossas vidas de maneira sábia como instrumentos do Senhor.


Por Maressa Lopes

© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram