Buscar

08- 7 razões para não falar palavrão

Meu pai não é perfeito, mas possui muitas qualidades. É extremamente generoso, trabalhador e dedicado. Mas uma das coisas que mais admiro nele, é que em meus 23 anos de vida, eu nunca o ouvi dizer nenhum palavrão. Nem palavras que não são consideradas palavrões, mas que são sujas, nunca ouvi saindo da boca dele. Isso me lembra de que as palavras têm poder e grande peso. Tudo o que sai de nossa boca produz algum efeito, seja ele bom ou ruim. E isso vale para os palavrões, que a cada dia tem dominado mais o nosso mundo e se tornado mais comum de ser ouvido. O palavrão está presente na maioria das séries e filmes, grande parte das músicas e no coração da maioria das pessoas. Isso mesmo, não está apenas saindo da boca delas, mas sim, essas palavras sujas têm vindo de seus corações, inclusive no meio cristão.


Como não devemos nos conformar com este século, mas sim, renovar nossa mente (Rm 12.1,2), gostaria de compartilhar 7 razões porque o cristão não deve falar palavrão:


1) É UMA ORDEM DE DEUS (Ef 4.29; Ef 5.3,4): Isso já deveria convencer cada um de nós para abandonar nossa forma suja de falar. É o que Deus exige de nós. Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês” (Ef 4.29a) e “Não haja obscenidade, nem conversas tolas, nem gracejos imorais, que são inconvenientes” (Ef 5.4a) Sabendo que essa é a ordem de Deus para mim, o meu desejo é de obedecê-lo.


2) DEUS CONDENA (Ef 5.3-6): Além de Deus ordenar para que não falemos palavras torpes, Ele condena quem pratica. “Ninguém os engane com palavras tolas, pois é por causa dessas coisas que a ira de Deus vem sobre os que vivem na desobediência “ (Ef 5.6) A ira de Deus está presente sobre os desobedientes, inclusive para quem possui esse tipo de palavreado sujo.


3) VEM DO SEU CORAÇÃO (Lc 6.45): Tudo o que você diz tem uma raiz, e a raiz do que você fala é o seu coração. “A sua boca fala do que está cheio o coração." (Lc 6.45) Se o que tem saído de sua boca são palavras sujas, torpes e indecentes, tome cuidado, porque isso demonstra que seu coração está tomado do mesmo tipo de conteúdo.


4) DEMONSTRA AS TREVAS (Ef 5.8-10): Para a pessoa que é nova criatura em Cristo, que deixou a antiga vida e agora vive uma novidade de vida, o uso de palavrão representa algo incompatível com a vida cristã. A continuidade do texto de Efésios que diz que Deus ordena que não falemos palavras torpes nos mostra: “Porque outrora vocês eram trevas, mas agora são luz no Senhor. Vivam como filhos da luz.” (Ef 5.10) A partir do momento que fazemos parte do povo de Deus, precisamos viver como filhos da Luz, e não mais como as trevas.


5) DEVEMOS REPROVÁ-LAS:E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as.” (Ef 5.11) Esse texto deixa claro para não participarmos do que vem da escuridão e do mal, e para irmos além disso, reprovando, sendo contra e não agindo conforme o que é comum.


6) NÃO PASSA NO FILTRO #NET: Quando eu fiz seminário teológico, na sala comum do prédio das meninas tinha um quadro escrito #NET. Logo, nossa líder explicou o que significava... “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem.” (Ef 4.29) Baseado nesse texto bíblico, nossas palavras deveriam sempre passar pelo filtro #NET, sendo necessária, edificar ou transmitir graça. Aquilo era um lembrete diário para as meninas que ficavam naquela sala e estavam sempre sujeitas à fofocar, falar mal da amiga e coisas desnecessárias. Precisamos usar #NET na vida! E nenhum palavrão passa por ele...


7) JESUS ESTÁ AO SEU LADO: As pessoas não tem costume de falar palavrão perto de pessoas importantes ou em situações formais. Também não falam na igreja, na frente do pastor ou da senhorinha que tem uma vida santa de oração. Tenho certeza que se Jesus estivesse fisicamente do seu lado, você não iria falar palavrão na frente dele. Mas lembre-se: Ele está. “Os olhos do Senhor estão em toda parte, observando atentamente os maus e os bons.” (Pv 15.3)

Pode ser que você tenha deixado esse mau hábito tomar conta da sua vida de tal forma que parece que não dá para parar. Pode ser que essas palavras saiam de sua boca antes mesmo que você queira ou pense. Mas busque uma mudança, mesmo sabendo que você não é capaz com suas próprias forças. Ore, fale com o Pai, arrependa-se de suas palavras feias e peça para que Ele te capacite. Espalhe versículos na sua casa que relembrem de usar palavras que glorifiquem a Deus e decore-os. Compartilhe sua dificuldade e o desejo de mudança com amigos que possam te ajudar nessa jornada. Por mais que um palavrão te faça sentir uma pessoa “legal”, “da galera”, que represente uma forma de extravasar e demonstrar o que você está sentindo, não se deixe enganar! Nada substitui a alegria de estar agradando a Deus.


Por Maressa Lopes Menezes

© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram