Buscar

05 - Uma pequena fofoquinha

"Se alguém se considera religioso, mas não refreia a sua língua, engana-se a si mesmo. Sua religião não tem valor algum! 27A religião que Deus, o nosso Pai, aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo." Tiago 1:26-27 (NVI)

Vou te contar um segredo: se você não tenta se parecer cada dia mais com Jesus está perdendo seu tempo dizendo que é cristão! Bom, talvez esse não seja exatamente um segredo, mas é algo que realmente precisa ser dito para todos que professam o cristianismo. Você realmente consegue imaginar Jesus fofocando sobre alguém? “Ei João, não é querendo falar nada não, mas você viu que Pedro me negou três vezes na noite em que fui preso? Rapaz, foi uma traição total! Mas vamos orar por ele, né? Para Deus fazer a obra. ” Consegue imaginar Jesus tendo um diálogo como esse, tão comum entre os “cristãos”? É óbvio que não somos perfeitos, mas uma das coisas que mais devemos lutar para mudar com certeza é a nossa boca. E hoje eu quero pensar um pouco com você sobre a fofoca!


Bom, mas o que é fofocar? É ficar falando inutilmente sobre a vida do próximo a outras pessoas, sobre uma situação que não lhe diz respeito com fatos concretos ou especulando. Sobre falar inutilmente, dá uma olhada no que Jesus disse em Mateus 12.36: “Mas eu digo que, no dia do juízo, os homens haverão de dar conta de toda palavra inútil que tiverem falado. ” Só esse versículo já deveria ser suficiente para repensarmos nosso modo de agir no dia a dia, de repensarmos se aquelas conversas “bobas” com as outras pessoas realmente estão nos fazendo bem. Se dizemos que somos cristãos devemos tentar diariamente seguir cada vez mais os preceitos bíblicos e, em vários versículos, a Bíblia condena a prática da fofoca. Jesus não nos chamou para ficarmos comentando a vida dos outros e sim para levarmos o Evangelho a toda criatura! Qual das duas opções você tem escolhido?


Talvez você já tenha se dado conta depois de todos os devocionais que tivemos aqui de que fofoca e difamação são pecados! E pode ser que você tenha se perguntado: “como posso tirar esse hábito horrível de minha vida? ”. Em primeiro lugar, você deve se arrepender, reconhecer que estava pecando e decidir mudar de vida. Parar de pecar é se arrepender? Sim, mas imagine que você estava caminhando em direção ao pecado e você se dá conta de que isso é errado e para no meio do caminho, você parou, entretanto ainda consegue ver o pecado te chamando e é nesse ponto que a tentação começa a acontecer.


“Arrependimento”, no NT, vem do grego “metanoia” que significa “meia-volta, transformação de caráter”. Agora imagine se imagine na mesma situação anterior, em vez de ficar ali parada você resolve dar meia-volta e ir pelo caminho contrário, qual das duas opções ficaria mais fácil de resistir à tentação e de demonstrar os frutos do arrependimento (Lc 3:8)? Eu acredito que seja a segunda opção. E o que seria dar “meia-volta” com relação à fofoca? Leia o que Paulo escreveu em Efésios 4.29: “Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. ” Substitua “palavra torpe” por “fofoca/difamação”, ou qualquer outro pecado que cometemos com nossa boca, e verá qual é o novo caminho que devemos percorrer!


Sei que no começo é bem difícil e quando vemos sem querer já praticamos o pecado, mas se esforce, peça ajuda ao Espírito Santo, ore em relação a isso e se encha da Palavra de Deus, “pois a boca fala do que está cheio o coração” (Mt 12.34). Que nós venhamos aprender a refrear nossa língua e não nos deixarmos corromper pelo mundo, para que no fim não venhamos a enganar a nós mesmos dizendo que somos a imagem de Cristo sendo a realidade completamente diferente.

Por Heloísa Galdino

© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram