Buscar

02 - Nós e os excessos

“Cada um saiba controlar o seu próprio corpo de maneira santa e honrosa, não dominado pela paixão de desejos desenfreados, como os pagãos que desconhecem a Deus.” -

I Tessalonicenses 4:4-5


Nunca houve tanta diversidade gastronômica como nos últimos anos, temos a liberdade de experimentar comidas de todas as partes do mundo, e isso é uma maravilha! Mas qual é sua relação com a comida? O quanto a comida é importante pra você? Ela tem te “ajudado” nos dias de ansiedade e frustração? Ela tem sido seu acalento nos dias ruins? A comida tem ditado o seu humor?


A gula é um pecado, um pecado que expõe o quão sem domínio próprio nós estamos, pois colocamos a comida num lugar que ela não deveria de forma alguma estar. A gula assim como outros pecados é um reflexo daquilo que não vai bem dentro de nós. Quantas vezes diante da ansiedade você usou a comida como uma forma de “alivio”? Não estou dizendo que a comida em si é um pecado, mas a forma como a usamos pode sim se tornar um pecado. Se diante da ansiedade o que te alivia é um chocolate, por exemplo, e não os pés de Jesus, algo está errado.


Eu sei, é muito mais “fácil” usar a comida para sentir por um minuto que seja alivio e satisfação, mas nenhum alimento do mundo pode fazer o que Jesus é capaz de fazer por nós. Diante do dia a dia é difícil enxergarmos o quão a comida tem se tornado um deus para nós.


O apóstolo Paulo disse aos cristãos de Tessalônica para que “cada um saiba controlar seu próprio corpo de maneira santa e honrosa” (I Tess. 4:4). Todas as vezes que não apenas colocamos a comida como um deus, mas também comemos além do que suportamos, estamos demonstrando uma falta de temperança.


Na realidade a gula é reflexo daquilo que não está controlado dentro de nós. Contudo, o Espírito Santo nos convida a viver uma vida de autocontrole, onde quem reina sobre nós é o Espírito e o seu fruto (Gálatas 5:22-25). Onde meu alivio diante da ansiedade e meu acalento diante dos dias maus é o Senhor (Salmos 36:7).


Se você entende que a gula tem sido um pecado na sua vida, te aconselho a primeiramente confessar esse pecado diante de Deus, Ele é misericordioso (Hebreus 4:16). Busque auxílio espiritual com alguém de confiança, confesse esse pecado e peça ajuda para vencê-lo (Tiago 5:16).


Que a comida seja sim algo que te proporciona alegria e satisfação, porque, aliás, foi o próprio Deus quem a criou para que você a desfrutasse, porém que você faça isso com auto controle e de maneira santa e honrosa.


Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus. – I Coríntios 10:31


Para refletir:

- A comida tem se tornado o seu refúgio?

- Deus tem sido honrado e glorificado com a forma que você tem se alimentado?

- A comida tem sido uma forma de você aliviar sentimentos e sensações?


Por Mariana Cruz

© VEM E VAMOS 
created by Danielli Cadore
 

  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone Spotify

DANIELLI CADORE

Obrigada por estar aqui!
me acompanhe no instagram
  • Instagram