28 - Exercendo a mansidão no mundo conflituoso

Hoje começo esse devocional cheia de incertezas sobre o que escrever, afinal, não me considero a melhor pessoa para falar a respeito de mansidão, mas, apesar disso, acredito que esse seja um ponto onde Deus tem trabalhado muito em minha vida e espero que também na sua, afinal, ser manso é um fruto que faz bem, não só ao nosso coração, como também para aqueles que estão ao nosso redor.


Veja bem, o que muitos confundem quando escutam a palavra “mansidão” é o fato de considerar que uma determinada pessoa seja “tonta” ou alguém desprovida de opinião própria, sem personalidade ou facilmente manipulável, e, sendo sincera, é aí que nos enganamos. Você já parou para pensar por que Deus sempre afirma que nós, filhas do Pai, somos como ovelhas e Ele, como pastor? Não sou formada em biologia e nem entendendo nada sobre as personalidades de cada ser criado pelo Altíssimo, entretanto, as ovelhas são animais extremamente dóceis, mansas e submissas ao seu pastor. Elas o seguem e não questionam o seu chamado e, ao amanhecer, esperam pacientemente para que sejam guiadas por ele.


A mansidão não faz de nós pessoas covardes ou tímidas, pelo contrário, ela permite que nós nos oponhamos ao espírito da arrogância e, assim, vivamos de maneira que o nome do Senhor seja exaltado. Por exemplo, Moisés era manso, mas, ao mesmo tempo, sempre demonstrou força e coragem (Nm 11.15; 12.3). Jeremias era um forte proclamador das verdades divinas, mas disse que não passava de um manso cordeiro (Jr 11.19).


Como fruto do Espírito, a mansidão faz parte das qualidades que devem estar presentes na nossa vida. Jesus ensinou a mansidão e ofereceu o seu fardo a todos aqueles que estavam sofrendo com as cargas impostas pelo judaísmo, pelos romanos e por Satanás. Jesus era simples, humilde e dócil. As pessoas tinham prazer em estar ao seu lado. Convenhamos, é muito difícil estar ao lado de pessoas arrogantes e ignorantes. Em geral, essas pessoas sempre gostam de brigas e discussões, pois acreditam que estão sempre com a razão e que são os donos da verdade. Você conhece alguém assim? Ou melhor, você é assim?


Mas então, como posso adquirir esse dom? Bem, acredito que, quando controlamos nossas reações (mesmo sendo difícil), sendo calmas e comedidas e, principalmente, quando evitamos discussões e brigas desnecessárias, começamos a entender o real sentido da mansidão. Outro ponto muito importante é a humildade. Uma, das grandes vantagens em sermos humildes de coração, é que conseguimos reconhecer e compreender a resposta do Senhor quando nos prostramos diante dEle. Os humildes são ensináveis, reconhecem como são dependentes de Deus e desejam submeter-se à Sua vontade. Os humildes são mansos e têm a capacidade de influenciar outros a serem humildes também. Deus promete aos humildes que Ele os conduzirá pela mão.


Sendo assim, não desista! Graças ao grande amor do nosso Pai, é possível mudarmos. É possível deixarmos nossas fraquezas para trás. É possível rejeitar as influências negativas em nossa vida, controlar nossa raiva, tornar-nos mansas e desenvolver os atributos de Cristo Jesus. Ele nos mostrou o caminho. Deu-nos o exemplo perfeito e ordenou que cada um de nós se tornasse como Ele é. Seu convite para nós é que O sigamos, imitemo-nos o Seu exemplo e nos tornemos como Ele. Desejo, do fundo do meu coração, que você receba isso, e que juntas possamos exercer a diferença em nossas vidas. Você está pronta?


Por Bianca Leal