Buscar

11 - Paz, resultado da comunhão


“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus". (Filipenses 4:7)


Paz é um tesouro inestimável. Talvez seja por isso que alguém inventou a frase “é melhor ter paz do que razão”. Não sei o que levou essa pessoa a chegar nessa conclusão, mas preciso concordar que em muitos momentos da minha vida foi melhor ficar calada e ter paz, do que ter a palavra final ou alimentar meu ego da razão. Sabe por quê?


Porque a ausência de paz nos deixa aflitas, angustiadas e desestabilizadas. Quando estamos assim não sabemos que rumo tomar, perdemos a noção dos dias, do tempo e muitas vezes tomamos decisões erradas. A ausência de paz muitas vezes nos leva a agir de maneira agressiva e descontrolada, atrapalhando nosso relacionamento com nós mesmas e com os que estão ao nosso redor.


A ausência de paz é resultado da nossa falta de comunhão com Cristo, pois a paz do fruto do Espírito é um tipo de paz que descreve um sentimento de satisfação. Esse sentimento só vem de Deus, e depende única e exclusivamente de Sua presença em nossas vidas. A paz do Senhor é a paz que palavras não podem explicar e é experimentada quando nós andamos em comunhão com o Ele.


Essa paz é extremamente valiosa, pois ela foi conquistada através da morte de Cristo lá na cruz. Essa paz nos foi dada da mesma forma que a graça, de maneira generosa e sem pedir nada em troca.


Essa paz não é igual a paz do mundo. Ela te faz repousar tranquilo porque você sabe que tem um Deus que cuida de todas as coisas na sua vida, um Deus que conhece o seu levantar e deitar, um Deus que sabe até os centavos das contas que você precisa pagar, e portanto, você não precisa se preocupar porque Ele lhe disse que você não precisava andar ansiosa, Ele está cuidando do amanhã. Já a paz que o mudo dá é passageira, sem sustentação, e que mesmo sendo chamada de paz, ainda lhe faz perder a tranquilidade e te faz olhar somente para os problemas.


Por isso que Jesus disse: “Deixo a paz a vocês, a minha paz dou a vocês. Não a dou como o mundo dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo” (João 14:27).


Essa é a verdadeira paz que precisamos! Jesus é a fonte, e nós devemos beber dela, pois só experimenta a verdadeira e plena paz quem busca estar em comunhão com o Senhor. Somente assim você estará apta para ouvir a voz do Mestre e colocar as vozes do caos no mudo.


Quero compartilhar com vocês o trecho de um texto que encontrei na minha Bíblia de estudo da mulher: “De acordo com o apóstolo Paulo, nossa compreensão e experiência do evangelho produzem a paz que nos permite caminhar corajosamente enfrentando a batalha espiritual e sobreviver a todas as formas de dificuldades e perigos. Aquele que crê recebe a paz de Deus com uma virtude do viver santo e uma proteção contras as forças do mal. Onde a paz de Deus está presente, não há lugar para a preocupação” *. Ou seja, quanto mais caminharmos ao lado do Senhor, quanto mais comunhão com Ele tivermos, mais vamos viver experiências espirituais e não seremos abaladas, esse tesouro valioso protegerá nossa mente de toda ansiedade e medo, pois ela transcende toda lógica humana e nos faz repousar tranquilas.


Por Karina Marques


*A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, estudo. 2ed. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2009.