Buscar

10 - Comunhão

Durante esse mês, estamos trabalhando a respeito das disciplinas espirituais, práticas da vida do cristão, como por exemplo a oração, vida na palavra, vida com Deus, momento de adoração a Deus e comunhão.


Antes de falarmos sobre a comunhão precisamos relembrar algumas coisas. A graça de Deus que recebemos é um grande presente dEle pra nós! O mérito de tudo que somos e temos nunca deve ser nosso, pois é a graça de Deus nas nossas vidas que permite que façamos algo. Quando praticamos as disciplinas espirituais, oração, jejum, adoração, serviço, leitura da Bíblia e comunhão estamos nos dedicando um pouco em comparação a tudo que ganhamos mediante a fé, na morte e ressureição de Jesus Cristo.


Deus merece a nossa dedicação em tudo, dedicação em todas as disciplinas espirituais, isso inclui também na comunhão. As disciplinas espirituais são os meios que Deus usa para nossa santificação. Para o crescimento espiritual é necessário olhar para Jesus como o modelo a ser seguido!


Augustos Nicodemus disse uma frase bem interesse sobre isso “Nunca somos tão santos como poderíamos ser. A maturidade cristã, a formação do caráter, a perseverança e o amor a Deus se desenvolvem ao longo da vida cristã. O tempo e as tribulações associadas às disciplinas espirituais amadurecem o cristão. Não há substitutos.”


Na nossa caminhada cristã então, é necessário o crescimento através das disciplinas espirituais. A comunhão não é opcional, para agradar a Deus você precisa ter comunhão com seus irmãos em Cristo.


“Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo.” (1ª Coríntios 12:27).


Somos parte do corpo de Cristo formado por diferentes tipos de pessoas, apesar das diferenças, temos como mesmo objetivo adorar e glorificar a Deus em tudo que somos e fazemos. É na comunhão que muitos dons espirituais são exercitados, e onde também há confronto e encorajamento em amor. Pode parecer estranho falar sobre confronto e encorajamento, mas essas duas características estão presentes na comunhão e devem ser praticadas por todos.


Com a Igreja de Atos aprendemos muito sobre a comunhão! Em Atos 2:42 diz: Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações.” Caminhando com outras pessoas percebemos os pecados delas e elas percebem os nossos pecados, com isso, a ajuda mútua que é tão importante e necessária nos nossos dias, acontece.


Lembre-se, tenha comunhão com os irmãos para que juntos possam crescer e amadurecer na caminhada cristã!


Por Mariane Eckert